Informações da página

Você está em: Página Inicial > Comunicação > Notícias

Início do conteúdo

Campus comemora o Dia Mundial do Livro

livro_como_te_amo

O ciclo de atividades em homenagem ao Dia Mundial do Livro começou na terça à tarde, com a palestra do professor Gilnei Oleiro Corrêa. O docente do IFSul - Campus Pelotas começou dizendo que a sua intenção era de ter uma conversa com as pessoas ali presentes e não proferir uma palestra, para que ele pudesse expressar suas ideias e ouvir os posicionamentos e sugestões do público. Após essa fala, Gilnei disse que, para ele, não deveria ser comemorado o Dia do Livro, mas, sim, o Dia do Leitor, pois sem leitores não ocorre o processo da leitura e, consequentemente, não se verifica a importância ao livro. "A partir do contato com o livro e das perguntas que ele pode gerar, da conversa que se estabelece com ele e com o autor, aí está o objetivo da leitura", enfatizou.

Continuando a sua exposição, o professor versou acerca do tema central de seu trabalho acadêmico, representado pela crítica literária da obra artística do pelotense Vitor Ramir, que, segundo palavras do próprio Gilnei, possui "uma obra genial". A aproximação entre os dois ocorreu ainda na época do cursinho pré-vestibular, em Pelotas, na qual Gilnei relatou que chamava muito a sua atenção o fato de Vitor estar sempre com um livro embaixo do braço. "Eu o observava e achava muito curioso aquele comportamento, até o momento em que resolvi me aproximar dele e descobrir o que já era evidente, que ele era um leitor contumaz", observou. Vasculhando a vida e a produção artística de Vitor Ramil, Gilnei trouxe para a sua própria vida e o seu próprio fazer diário alguns importantes aprendizados, exemplificados em algumas frases breves, porém de alto impacto conceitual, como "É vital apreender a sua realidade, aquilo que está no seu entorno" e "Viver é relacionar-se!".

O docente deu destaque a vários artistas bastante talentosos, porém menos conhecidos pelo grande público e que possuem, infelizmente, também pouca visibilidade na mídia tradicional, como é o caso de Luiz Sérgio Metz, Lobo da Costa e Angélica Freitas. Para fundamentar a sua escolha pela obra de Vitor Ramil como temática central de seu trabalho acadêmico, o pesquisador citou o também pelotense Simões Lopes Neto, expoente da literatura gaúcha, com reconhecimento que ultrapassa os limites do pampa. Gilnei lembrou que em sua cidade natal, o escritor gaúcho sofreu enorme injustiça, pois tinha-se a expectativa de que ele seguisse os passos tradicionais de sua família, a qual detinha muitas posses e usufruia de considerável prestígio na época. Porém, os interesses de Simões Lopes Neto sempre foram direcionadas à literatura, sendo esta a mola propulsora de sua vida. Contudo, o autor foi mal visto não apenas em sua cidade de origem, mas, também, por pessoas de seu convívio mais íntimo, como foi o caso de sua esposa que, ao ser questionada sobre a obra produzida por Simões, limitou-se a dizer que "ele escrevia algumas coisinhas".

Não foi à toa que seu reconhecimento como notável escritor deu-se somente após a sua morte e uma das situações inusitadas que corroboraram para isso foi, por exemplo, o dia em que foram encontradas anotações feitas por Guimarães Rosa no livro Contos Gauchescos, o qual fazia parte da biblioteca particular do escritor mineiro. A partir desse momento, a crítica passou a olhar Simões Lopes Neto sob uma nova perspectiva. "Me tornei um pesquisador da obra de Vitor Ramil por justiça, para que não acontecesse com ele o que ocorreu com Simões Lopes Neto", esclareceu. Gilnei citou inúmeras produções de Vitor Ramil ao longo da conversa, com o intuito de fazer uma correlação entre o conteúdo das obras e sua análise acadêmica a respeito. E foi assim, embalado pela leveza típica de um bate-papo, Gilnei sintetizou o que significava, para ele, dar evidência ao trabalho de Vitor Ramil por meio de sua pesquisa acadêmica, utilizando, para tanto, uma frase proferida pelo próprio Vitor em certa ocasião: "Não estou fora do centro, estou no centro de uma outra história".

Após a palestra, um grupo de alunos do campus encenou um trecho da obra Comédia dos Erros, de William Shakespeare. Na sequência, ocorreu, no saguão do Prédio A, a 1ª edição do desfile literário, em que estudantes representaram personagens literárias, por meio de caracterização típica. O terceiro lugar ficou com os irmãos gêmeos da obra de Shakespeare, A Comédia dos Erros, que atendem pelo nome de Antífolo. A segunda colocação ficou com a personagem principal da obra de Jane Austen, Orgulho e Preconceito, Elizabeth Bennet. E o primeiro lugar foi dado às estudantes que se caracterizaram como a personagem Bibiana Terra, da obra de Érico Veríssimo, O Tempo e o Vento, no qual dois momentos de sua vida são retratados, juventude e velhice.

Em comemoração ao Dia Mundial do Livro, que ocorre na data de 23 de abril, o IFRS - Campus Canoas divulga à comunidade algumas ações que serão efetuadas durante os dias 19 e 20 de abril de 2016, motivando tratar, dentre tantas temáticas, da valorização do livro, além de fomentar o incentivo à leitura dos mais variados tipos de obras literárias.

Acompanhe, abaixo, a programação completa:

...............................................................................................................................................................................

NOTÍCIAS ANTERIORES

* Dias 19/04/16 e 20/04/16

Horário: durante todo o dia

Atividade: Varal Literário, no qual ocorrerá troca de trechos de obras literárias

Local: biblioteca

 

Horário: durante todo o dia

Atividade: Exposição 'Dia Mundial do Livro'

Local: biblioteca

 

* Dia 19/04/16

Horário: das 13h às 14h50min

Atividade: Palestra com o professor Gilnei Oleiro Corrêa, do IFSul - Campus Pelotas

Local: miniauditório 02

 

Horário: das 15h40min às 16h

Atividade: Desfile de personagens literários

Local: saguão

 

* Dia 20/04/16

Horário: das 14h50min às 15h40min

Atividade: Roda Leitura, com a temática 'Um livro que marcou minha vida'

Local: miniauditório 02

 

Horário: das 15h40min às 16h

Atividade: Banca de troca de livros de literatura

Local: saguão do Prédio A

 

Horário: das 16h50min às 18h30min

Atividade: '400 com Cervantes e Shakespeare' e divulgação do Concurso Literário do Campus Canoas

Local: miniauditório 02

 

Horário: das 20h50min às 22h30min

Atividade: '400 com Cervantes e Shakespeare'

Local: miniaditório 02

 

 

Galeria

Professor Gilnei em conversa com o público. Premiados no primeiro desfile literário do Campus Canoas Estudantes encenando peça de Shakespeare Gêmeos da obra de Shakespeare recebem premiação da servidora Sandra Donner Estudante que representou Elizabeth, de Orgulho e Preconceito, recebendo o prêmio do professor Caio Alegretti Estudantes que se caracterizaram como Bibiana Terra recebendo a premiação de Gilnei Oleiro Varal literário em exposição no saguão Varal Literário Varal Literário Varal Literário Varal Literário Roda Leitura Roda Leitura Roda Leitura Roda Leitura Roda Leitura Roda Leitura

Veja mais

Final do Conteúdo Ir para as informações da Página

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Câmpus Canoas

Rua Dra. Maria Zélia Carneiro de Figueiredo, 870-A | Bairro Igara III | CEP: 92412-240 | Canoas/RS

E-mail: comunicacao@canoas.ifrs.edu.br | Telefone: (51) 3415-8200