Informações da página

Você está em: Página Inicial > Comunicação > Notícias

Início do conteúdo

Defesa Civil de Canoas realiza simulado de incêndio no campus do IFRS

Cerca de 260 alunos, além de professores e funcionários do Câmpus Canoas do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), no Bairro Igara, participaram do simulado de incêndio e abandonado do prédio escolar realizado nesta quinta-feira (18), pela Coordenadoria Municipal de Defesa Civil. Em tempo real, a comunidade escolar representou um acidente na cantina, com um adolescente que, ao tentar ajudar uma servente, foi atingido pela explosão de uma panela com óleo, causada por vazamento de gás.

A simulação começou às 14h, horário em que foi disparado o alarme para evacuação do prédio. Os alunos abandonaram as salas de aula em dois minutos e oito segundos. O Corpo de Bombeiros chegou ao local em quatro minutos e meio e duas motocicletas da Samu, equipadas para prestar os primeiros atendimentos, chegaram 21 minutos depois. A ambulância, que normalmente chega depois das motos, não pode ser acionada para o exercício, em razão de um acidente real ocorrido no bairro Guajuviras.

De acordo com o secretário especial Rodolfo Pacheco, da Defesa Civil, este foi o primeiro simulado no Instituto, complementando palestras realizadas anteriormente, sobre primeiros socorros e uso corretos dos extintores de incêndio. Ele comenta que na próxima oportunidade, que ocorrerá em 2016, os tempos serão reduzidos, porque a comunidade escolar estará mais familiarizada com os procedimentos que são preconizados para situações como esta.

A coordenadora do exercício, Marta Rech, também da Defesa Civil, lembra que o simulado integra o programa Educação para a Defesa Civil: Preservando a vida com ações preventivas. Ela ressalta que a finalidade é alinhar os procedimentos, analisar equipamentos, as medidas preventivas e as providências iniciais que podem minimizar danos.

O 3º sargento do Corpo de Bombeiros, Flávio Aguiar, destaca as principais recomendações, ao detectar um incidente parecido como o simulado: disparar o alarme para que todos iniciem a evacuação do prédio, que deve ser feita sem pânico, gritos ou correria; sempre que possível, desligar a energia elétrica; no caso de vazamento, como no exercício, desligar a central de gás; deixar os acessos desobstruídos para facilitar a aproximação dos bombeiros e da equipe do Samu.

_ É a primeira vez que participo de um simulado. Acho que é importante passar pelo exercício, para evitar que em uma situação real a gente não entre em pânico e tenha uma referência de procedimentos _ comentou a aluna Natália Finkler, 16 anos.

O colega de Natália, Richard Leal Ramos, 17 anos, contou que já fez o exercício quando estudava na Escola Municipal de Ensino Fundamental Rio de Janeiro:

_ Se ocorrer um sinistro, temos um direcionamento _ afirmou. 

O Departamento de Trânsito, da Secretaria Municipal de Transportes e Mobilidade, também participou, isolando os acessos à quadra da instituição, auxiliando nas ações da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e Samu.

 

Crédito da notícia: Jornalista Rosilaine Pinheiro - MTE 17242

Galeria

Veja mais

Final do Conteúdo Ir para as informações da Página

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Câmpus Canoas

Rua Dra. Maria Zélia Carneiro de Figueiredo, 870-A | Bairro Igara III | CEP: 92412-240 | Canoas/RS

E-mail: comunicacao@canoas.ifrs.edu.br | Telefone: (51) 3415-8200